domingo, 11 de outubro de 2009

D&D 4th = Videogame de papel? (parte final)

Pois bem, após discorrer sobre alguns elementos do design do novo D&D e correlacionar com interações mais antigas do jogo, nos posts anteriores sobre o tema, gostaria de dizer algumas palavrinhas finais.

Na época do AD&D 2nd, o d&d pelo qual comecei a jogar, no meu grupo era muito comum usarmos jargões de videogames sucessos na época em nossas mesas. Eram especiais de street fighter, fatality dos mortais da vida, fases de final fight e cadillac, e inclusive muitos jogos de rpg do super nintendo acabavam influenciando personagens e cenários. Ninguém achava que por causa disso estava jogando “menos rpg”, apenas era inevitável nos deixar influenciar pelo que gostávamos. E isso também era comum em outros sistemas, já que nós jogávamos praticamente tudo que caia em nossas mãos. Era nego fazendo resident evil no vampiro, dragon ball com antediluvianos, entre outras brincadeiras que em nada nos impedia de interpretar nossos personagens. Por muito tempo jogamos no –argh! – 3d&t fantasias nos mundos do mortal kougat "(sorriso!"), street fighter, darkstalker… O que quero dizer com isso, é que esse problema de achar o d&D 4th como um videogame de papel é irrelevante, já que os próprios jogos eletrônicos foram influenciados pelo D&D. Coisas como PV e bola de fogo, tão comuns hoje nos jogos, vieram dessa fonte riquíssima. Não é pecado querer fazer uma versão de papel do seu jogo de videogame preferido, não é por isso que você é menos “sofisticado”. É apenas natural. Dito isso, percebe-se que esse crossover entre os hobbies era tão ou mais comum na época quanto hoje.
Não é o sistema sozinho que vai deixar a aventura parecer mais ou menos videogame, mas sim, as preferências dos jogadores reunidos. E, enquanto todos estiverem se divertindo, nada nem ninguém tem direito de se achar superior ou inferior a vocês.
Até a próxima.
PS: ah, na verdade, o 4th edição se assemelha mais a um wargame moderno do que um videogame eletrônico. Seu foco em tática e planejamento por encontro faz com que o uso de miniaturas e mapas seja imprencindível. Se você não gosta desse tipo de coisa, fique longe desse novo D&D. Mas não espalhe informações e opniões falsas apenas porque não é do seu agrado.

O que é Masmorras da Mente?

Aqui você encontrará informações e reflexões sobre RPG e Espada e Magia, com um destaque para Dungeons & Dragons e "Old School Gaming". Puxe sua caneca e seja bem vindo!