sábado, 15 de outubro de 2011

Você já ouviu falar do E6?

1mUxNjE6 se trata de mais um sistema derivado do D&D, no caso da terceira edição, mas que introduz algumas novidades e boas soluções para incentivar o jogo de baixo nível. Ele se trata apenas de algumas direções e regras sobrepostas no sistema original, tornando muito fácil de aprender e gentil com aqueles que ainda mantém seu catálogo de títulos dessa geração.
A ideia principal orbita na abolição da progressão linear dos 20 níveis, que em intervalos regulares mudam completamente a forma de se jogar. Não é preciso pensar muito para reconhecer que um grupo na casa do 3º nível age de maneira muito diferente de um nas casas decimais, para não falar dos níveis épicos. Ele realiza essa mudança mantendo a progressão linear num teto até o sexto nível. De acordo com os autores, nesse ponto o personagem já concluiu sua evolução dentro da sua classe, se tornando experiente e competente, e após esse patamar a evolução continua ao buscar especializações ou generalizações. Traduzindo, o personagem continua recebendo talentos em intervalos regulares mesmo que não aumente outras características dependentes do nível, como dados de vida e resistências.
O efeito óbvio e principal dessa abordagem é que ele mantém as características de uma campanha visceral de baixo nível, onde o grupo, mesmo competente, precisa ser cauteloso para sobreviver. De repente, algumas ameaças, como dragões e outras criaturas massivas, continuam sendo ameaças por mais evoluídos que os personagens sejam. o interessante é que eles tem mais “brinquedos” para lidarem com uma situação, mas não poder puro.
Como conceito, ele se aproxima um pouco da ideia do AD&D primeira edição (e anteriores) de nível com nome, um teto informal de 9 ou 10 níveis onde basicamente o teor das aventuras muda. Digo isso pela simples observações das tabelas de classes dessa era, que raramente passavam do nível 10 ou 12. A contribuição da proposta do E6 é não limitar realmente a evolução, mas a escala de poder num patamar melhor administrável.
Minha experiência pessoal com D&D de alto nível me faz receber com curiosidade as propostas do documento E6. em geral, aumento de nível trouxe mais dor de cabeça, menos desafio e na verdade uma grande lambança na maioria das vezes, para valer a pena. Contudo, isso pode ser apenas eu e meu histórico. Abaixo disponibilizo o link onde mais informações, e uma oportunidade de download, do documento estão disponíveis. O texto está em inglês, infelizmente, mas entendendo o conceito que descrevi acima não será uma grande desafio para um DM empreendedor tentar implementar essas novidades caso tenha interesse.
E6 – ENworld FAQ e download
Até a próxima.

O que é Masmorras da Mente?

Aqui você encontrará informações e reflexões sobre RPG e Espada e Magia, com um destaque para Dungeons & Dragons e "Old School Gaming". Puxe sua caneca e seja bem vindo!